quinta-feira, 7 de julho de 2011

O PARADIGMA DO ÔNIBUS

Você entra no ônibus. Sempre lotado, evidente. Procura algum lugar que dê um mínimo conforto para coluna. Encontra uma barra de apoio. Não é confortável, mas quebra o galho. Se for um daqueles ônibus modernos, o espaço que preenche o centro do veículo é extremamente disputado, tendo gente quase caindo quando as portas são abertas.

O ônibus é o local mais comunista que existe. União do povo em torno de um fim único não existe na história mundial, ninguém é maior que ninguém e todos viram todos. Cada pedacinho humano forma a massa aglomerada que busca a parada de destino. As pessoas podem desgostar, mas é o que temos. Às vezes está tão cheio que dá raiva. Os corpos misturados virando um só e o maldito cobrador: "mais um passinho, por favor, tem muito espaço lá atrás". Só ele vê tal espaço. Sua mente está acostumada com uma poltrona confortável, talvez não raciocine direito.

E ainda existem as pessoas com deficiência e os mais idosos. Esses merecem mais que todos. É um saco perder o lugar, mas devemos ser educados. É claro que sempre aparece aquele animal que não se levantará. Talvez um gurizão com fones, esquecido da vida pela música altíssima ou uma madame que não quer quebrar a unha. E ainda lembro dos fedorentos. Alguém que se esqueceu do bom e velho "desodora" ou algum vesgo que pisou num argentino. Infesta o veículo. No frio então? Questão de sobrevivência: janelas abertas, vento gelado ou o cheiro ruim? Decisão de vida ou morte.

A hora de sair? Outra guerra. Um inevitável chute nas canelas de todos. E sem levar cartão amarelo. Por vezes uma brincadeira do pisa ao pé ou uma cotovelada na orelha. Nem dá tempo de pedir desculpas, senão a porta fecha.

Tudo isto aconteceu comigo ontem. E já havia acontecido antes. A gente se acostuma, até dá pra dar algumas risadas. Ônibus é ferro e fogo, tudo ao mesmo tempo!

FUIIIIIIIIIIIIIIIIIIII




SE TIVER ALGUMA CRÍTICA, SUGESTÃO OU QUISER JOGAR PAPO FORA, NOS CONTATE NO EMAIL: bloggatogordo@yahoo.com.br

VIRE SEGUIDOR DO BLOG: No lado direito da página, é só clicar em seguir, se cadastrar e ajudar o Gato Gordo!

Um comentário:

Anônimo disse...

Luz disse:
Concordo com você meu caro blogueiro , mas acho que você esqueceu daquela parte interessante também de quando o ônibus freia...todo mundo vai para frente e quando ele arranca? Todo mundo vai para trás...Credo! até parece aquela música da chata da XUXA : "Ilariê"...
Dá um pulo e vai para frente,
De peixinho vai pra trás...
O ônibus é um meio de transporte que,entre outras coisas, ninguém consegue ficar no meio, a não ser o cobrador.
Eu adoro quando entro num ônibus que está lotado , sem nehuma esperança de sentar e aí..."bingo!",justamente ,perto de onde estou,levanta uma pessoa para descer , este momento é mais gratificante do que comer mousse de chocolate!
Lembro de um dia que entrei em um ônibus e tinha um cara que fedia tanto , mas tanto, que se eu caisse dentro de um caminhão de lixo,acho que o ar ficaria mais suave.Era isso,concordo com você em relação aos ônibus porisso...SÓ ANDO DE TÁXI...hehehehe.