domingo, 24 de julho de 2011

VÍCIOS IRREVERSÍVEIS

Chama-me a atenção a circunstância atual que envolve a fama de variados artistas. Sem exceções, um coquetel de remédios para suportar a pressão e exposição total de suas imagens. Aos famosos acho que faltam as coisas mais simples da vida: andar de bicicleta no parque, ir à padaria comprar um pãozinho na tarde de domingo ou, simplesmente, sair para caminhar respirando liberdade.

Será que era isto mesmo que eles queriam? Ou a fama foi indo, indo, indo e "iu"? Todos gostam de ser badalados, reconhecidos, mas chega um momento que isso cansa, creio. A maioria desses artistas começou inspirando-se na própria arte singular e prazerosa. Depois? O trabalho permanece reconhecido, mas são milhares os paparazzi que os caçam nas ruas, não os deixando sequer andarem ou levarem vidas normais. Se a pança aumenta, amanhã mesmo, em sites de grande circulação, haverá uma foto em um ângulo privilegiado que mostrará uma barriguinha saliente. Deve-se ter uma cabeça muito forte para suportar algo assim. É por isso que a maioria pira na batatinha e cria vícios irreversíveis.

Heath Ledger, Brittany Murphy, Michael Jackson para falar dos mais recentes. Não esperavam a morte, mas faleceram pelo uso excessivo de remédios que, supostamente, os fariam suportar a fama. Nem falo em Amy Winehouse. Essa aí foi se matando aos poucos e conscientemente. O desfecho não poderia ser diferente.

Era wilson por hoje!

FUIIIIIIIIIIII

5 comentários:

felipe leon disse...

Concordo em relação á Amy , com certeza cedo ou tarde uma tragédia poderia acontecer quanto aos outros , puro desiquilibrio emocional dos próprios , há tantos astros tão ou mais famosos que não fazem isso ou se o fazem são mais controlados .

http://fleonandthecity.blogspot.com/

Anônimo disse...

Existem muitos, porém, que conseguem sobreviver. Depende de cada um. Há pessoas que não tem perfil pra aguentar certas situações. Como tudo na vida há os que tem perfil pra chefiar grandes equipes, ou sangue frio para investir na bolsa ou ainda o perfil de expor sua vida no BBB. Esses que morreram não tinham estrutura para aguentar a fama. Era "ilson"...
Fui...
By lokobeer o comentarista de blogs, que não tem blog. hehehehe

Lillo Dogmez, o licantropo. disse...

REALMENTE, QUANTO MAIS POPULAR UMA PESSOA SE TORNA, MENOS LIVRE ELA FICA. ESSES ARTISTAS SÃO UM GRANDE EXEMPLO DISSO.



http://thebigdogtales.blogspot.com/

Sandro Mangueirense disse...

Fantástica a forma como vc falou da fama, com inspiração clara na morte da Ammy (concordo com vc , ela foi se matando aos poucos, mas acho que inconscientemente, porque ela era doente, afinal de contas, a dependência quìmica é doença). Mas você falou verdades, ou seja, até que ponto essas pessoas procuraram essa fama toda, e até que ponto elas são felizes, mesmo com aquilo que muita gente acha que é felicidade? Parabéns pela abordagem inteligente do tema... Era só pra eu seguir seu blog, mas não pude deixar de observar esse texto!

Abração

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Anônimo disse...

LUZ disse: eu acho que cada um tem seu destino e ele já vem escrito em uma placa , em um idioma desconhecido e pendurado nas nossas costas , ou seja , ninguém ,nem mesmo nós,podemos ler.Eu acho sim que a vida é muito simples e por mais que a pessoa seja bem sucedida ,ou famosa ,importante ,existe uma coisa e sòmente uma que esta pessoa jamais pode esquecer: AS COISAS SIMPLES DA VIDA , que seguindo sempre a minha linha de raciocínio que venho expondo aqui nêste Blog como seguidora assídua, essas coisas são DEUS. O sol , um mar em dia de tempestade , aquela força enorme da natureza dizendo : " eu estou aqui,não esqueçam de mim".Um passarinho indo tomar a água ( louco de medo!),que sobrou depois que se molhou as plantas , o vento batendo em uma plantação de trigo ,fazendo com que os galhos verguem ,dando uma sensação de poder. Enfim,é impossível enumerar tudo o que existe de SIMPLES. Essas pequenas coisas que passam desapercebidas por nós , por causa de nossa corrida diária ( e claro...necessária)é que nunca devemos esquecer ,sob o risco de ,se esquecermos , nos tornarmos sêres infelizes , sem perspectivas, sem sonhos , sem algo que nos ajude nas horas de necessidade , da "bengala". Comprar um pão cheiroso e quentinho na padaria? Não existe coisa melhor e melhor ainda é dar uma mordidinha nele ,antes de chegar em casa.Eu não vou condenar quem não consegue isso ,porque sei que é difícil para a maioria das pessoas ,mas acho que às vêzes fazemos tanto esforço para sermos equilibrados , para buscarmos a felicidade , para nos encontrarmos ( e aí cito os famosos ) que não nos damos conta, e nem eles, que a felicidade ela está ali...bem ao nosso lado...na nossa frente...atrás de nós , em cima... O que temos que aprender é: olhar mais,observar mais,pois esta felicidade básica que nos faz feliz, está ao nosso alcance é só estender a mão ,ela é nossa,nos pertence e ninguém pode nos tirar uma vêz que consigamos absorvê-la. Não precisa de drogas lícitas e ilícitas...não precisa de dinheiro...não precisa de mágica , basta olhar com os OLHOS e... enxergá-la. LUZ.