quinta-feira, 18 de agosto de 2011

O VERDADEIRO INDIANA JONES

Segundo uma biografia que li, o personagem a seguir citado foi a inspiração cinematográfica para o maior sucesso de Steven Spielberg: Indiana Jones. Trata-se de Percy Harrison Fawcett, explorador que se destacou no início do século passado com a descoberta de diversos resquícios de civilizações perdidas, principalmente na Ásia. Com a notoriedade de seus conhecimentos e motivado pelas possibilidades, foi convidado por países sul-americanos para demarcar territórios através da exploração de regiões virgens aos olhos humanos. Entendam aqui que não era uma missão de simples reconhecimento, mas sim uma luta por sobrevivência contra europeus marginalizados e índios não civilizados que odiavam o homem branco. Talvez este tenha sido o destino de seu calvário.


Certa vez, chegou a conhecimento do coronel a lenda de que, na floresta amazônica brasileira, fora construída uma cidade recheada de ouro, cujos idealizadores teriam sido seres superiores e espirituais. Ele decidiu chamá-la de "Z". Angariando fundos pelos proventos do estudo de mapeamento regional, o coronel organizou diversas expedições, no decorrer da década de 20, para tentar achar a cidade. Jamais conseguiu ou, se conseguiu, jamais saberemos.

Em 1925, já com 58 anos, levou seu filho e mais um amigo, para uma a expedição que marcaria a conquista de "Z". Nunca retornou. Diversas viagens de resgate foram organizadas em parceria entre o governo brasileiro e inglês, mas sem sucesso. Teria ele encontrado a terra do ouro? Ou El Dorado como era chamada pelos espanhóis. Muitas lendas foram criadas em torno do assunto. Diz-se que Fawcett acreditava que encontraria a cidade em algum lugar do Mato Grosso, próximo da Serra do Roncador. Para quem não sabe, essa região é rica em histórias relativas a extraterrestres, tendo inclusive, o único aeroporto de pouso para discos voadores no Brasil.

Perdido e jamais encontrado (sem qualquer resquício) somando-se a supostas ações extraterrenas? Um prato cheio para tornar a jornada do coronel fascinante e misteriosa. Na verdade, o mais provável é que tenha sido morto pelos índios e seus restos mortais enterrados aonde ninguém, pela eternidade, pudesse encontrar.

Parece que em breve será feito um filme, no qual Brad Pitt interpretará Fawcett. Espero que seja a altura da figura importante e lendária que ele foi e ainda é.

Quer saber mais? Leia o livro "O verdadeiro Indiana Jones", de Hermes Leal.

FUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

3 comentários:

Anônimo disse...

Que história interessante. Adoro seu Blog. Sou seguidora nova e só não faço propaganda do meu Blog ( como todo mundo!) ,porque não tenho Blog.
Você consegue misturar cultura , piadas ,sátiras,situações vividas por você mesmo , comédia. Meus parabéns. Realmente é um Blog diferente de outros que apenas leio ,mas não sigo. Selena.......

Anônimo disse...

LUZ DISSE : tomara que saia mesmo um filme contando esta história muito legal , mas será que o "big dad Brad Pitt", dará conta do recado? Será que a sua bela esposa de lábios carnudos ( os lábios mais desejados do mundo!) e seus "300" filhos de nomes hiper exóticos o deixarão em paz?

Anônimo disse...

Muito obrigado por acompanhar meu blog Selena! Fico contente que minhas palavras estejam trazendo cultura e alegria ao seu dia. Continue me seguindo, assim o Gato Gordo permanecerá crescendo e, em breve, tomará o lugar da Revista Veja! HOHOHOOHOH.

Ah, e em logo vou otimizar a forma de interação. O blogger tem apresentado diversos problemas de manutenção. GRANDE ABRAÇO A TODOS E FIQUEM LIGADOS!

Obs: para minha amiga pessoal LUZ, outro abraço em especial!

Gabriel.