terça-feira, 13 de dezembro de 2011

UMA MULHER QUE NÃO VALE NADA

Existem histórias que são contadas de boca em boca, geração para geração ou, atualmente, de rede social para rede social. Algumas são engraçadas, outras nos chocam. Acho que não estou acostumado com algumas coisas que acontecem no mundo. Devo ter sido moldado como um jovem do século passado: esperançoso e respeitoso relativamente a questões elevadas sobre relacionamentos. Coisinha complicada, não? Principalmente para as lêndeas de cabeçinha fraca que se deixam levar exclusivamente pelos impulsos.

O resumo da história é o seguinte: havia um homem e uma mulher. Um casal de namorados. Ficaram juntos durante alguns anos, um brincando com a peteca do outro e ganhando memoráveis momentos. Aí terminaram. A ex-namorada, então, foi procurar capim em outros pastos. Relinchou até encontrar um novo cavalo que a sustentasse. E ela era uma potranca de ancas largas: fazia sucesso. O novo cavalo tratava-se de um puro sangue cheio de posses, mas era chato, subia no pedestal da arrogância e não conseguia ser suficientemente viril. Aí a "cavala" decidiu voltar para o antigo cavalo, não tão rico, porém de boa prole. Ficaram, nesta segunda tentativa, duas semanas juntos. Foram duas semanas intensas. Tentaram produzir, aloucadamente, um herdeiro, mas falharam. O cavalo aproveitou bastante e, quando cansou, mandou a "cavala" pastar. Aí o que a "cavala" fez? Voltou para o ex novo cavalo. Tal puro sangue, ainda, vem declarando para Deus e o mundo que a ama de verdade e, a todo o momento, espalha mensagens apaixonadas pela internet. É de rir ou de chorar? Trata-se de um indivíduo de coração bom ou um banana imbecil que não consegue ler minimamente as pessoas? Creio que já respondi HOHOHOHOHOH.

Ou seja, uma mulher devassa. Isso é normal? Na verdade é bem normal sim, mas ainda existem as princesas que se salvam. Conseguem imaginar a cabeça dessa garota? Ela terminou com um, foi para o outro, voltou para o um e, sem que o novo saiba o que aconteceu nas semanas que estiveram separados, reatou o namoro. E ainda tem recebido imerecidas homenagens, dizendo que ela é a escolhida, a "única mulher que pode fazê-lo feliz". Será que não pesa a consciência? Acho que sobre cabeças fracas um tijolo vira uma pena. Não conseguem constatar a realidade. Vai levar essa história, continuar se enganando, até ferir as pessoas que estão a sua volta. E aí? Bem, aí terminará sozinha.

FUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Um comentário:

Selena Linhares disse...

Infelizmente é assim. Acho inclusive que esta menina não deve ter muita idade. Não posso dizer: "não sei o que pensar!",porque sou obrigada a pensar sim ...e muito; sobre essas coisas e outras muitas mais que estão acontecendo com nossos jovens, que a meu ver estão muito desmotivados,sem ilusão. Mas, viver é preciso,com certeza e é necessário,que ,mesmo que "os sentimentos" estejam assim...BANALIZADoS,DESVALORIZADOS,mudar é necessário , para que vocês jovens, possam ter o direito de sonhar novamente,de ouvir uma música e ficarem pensativos,imaginando que aquela música lhe lembra algo ou alguém. Vamos lá gente,força! o mundo é de vocês , construan-no de uma forma mais digna,mais sensível,mais verdadeira,para que vocês possam usufruir de tudo o que vocês têm direito e é de vocês, por direito.