terça-feira, 10 de abril de 2012

SEMANA ESPECIAL TITANIC

Era um palácio flutuante, um navio dos sonhos. No dia 10 de Abril de 1912, o RMS Titanic partia de Southampton, na Inglaterra, com destino a Nova York. Jamais chegaria a seu destino e entregaria, ao mar, o repouso final de seu maior titã. A história do transatlântico é fascinante até os dias atuais. A forma como aconteceu, as pessoas que pereceram sob as gélidas águas do Atlântico, e a combinação inacreditável de elementos que fizeram da tragédia um verdadeiro mistério.


O Titanic foi um paradoxo gerado pelo confronto do homem contra a obra divina. As manchetes da White Star Line - empresa construtora - para a viagem inaugural, diziam que nem Deus poderia afundá-lo. O homem, portanto, mexeu com forças que não entende, pois a combinação de fatores que levaram ao naufrágio parece completamente impossível. Foram tantos erros que fica difícil de acreditar apenas na coincidência. Binóculos dos vigias que nunca apareceram; quantidades insuficientes de botes; aumento irresponsável da velocidade do navio em uma região repleta de icebergs, e o fato incrível de que o Titanic poderia suportar-se na superfície com quatro compartimentos perfurados em seu casco: cinco foram destruídos. Tivesse um desses acontecimentos sido suprimido, e talvez o vaticínio do transatlântico fosse diferente.


O Titanic me faz pensar que não somos nada. Medindo quatro quarteirões de uma cidade e com a altura de um prédio de onze andares, foi abatido por uma única estrutura de gelo que mal sentiu o choque. E agora, bem no fundo do mar, a única coisa que o navio guarda são objetos pessoais perdidos, de pessoas que tiveram seus sonhos destruídos.

No dia em que o navio partiu, inauguro a semana Titanic!

Um comentário:

Selena Linhares disse...

Pessoas felizes,ricas ,bonitas ,indo fazer uma viagem e tanto. Quantos sonhos desfeitos,quantas crianças órfãs,quantas mulheres viúvas,quantos sobreviventes que tiveram que conviver pelo resto de suas vidas..."pela metade"... pois suas outras metades,quer fossem: pais,maridos,esposas,filhos,noivos ,noivas,amigos , ficaram para sempre "sepultados"no fundo do mar. Essa história tão triste me comove bastante e me fascina também, não tanto quanto ao meu amigo Blogueiro, mas sem dúvida nenhuma ,é uma das melhores e piores histórias da humanidade. Parabéns pelo seu grande conhecimento sobre o assunto e por esta bela postagem que está nos oferecendo,assim,poderemos saber um pouco mais sobre esta tragédia tão antiga ,mas ao mesmo tempo ainda, tão presente.