domingo, 1 de abril de 2012

UM ANO DE CADELA PRENHA


EW TINHA UMA VAKA QUI SI XAMAVA CADELA. A VACA ERA FEYA E DEFECAVA MUNTU. UMA VEIZ ELA TAVA GRAVIDA. FOI LAH UM BURRO CHUCRO E FEZ O SERVIÇO. ELA PARIW TREIS CAXORROS MANCOS E COM O CHIFRE DO UNICÓRNIO. VENDI US TREIS POR TREIS FEIJÃOOS MAGICUS. MINHA MÃE ME XINGOU E DISSE QUE EU IA SER UM FRACASSU PRU RESTU DA VYDA. FIQUEI TRISTI, RAIVOSU E FIZ O QUE QUALQUER HOMI FARIA: FUI PRO BANHO CHORAR NO CHUVEIRO OUVINDO MÚSICAS TRISTIS. AÍ EW PENSEY QYE PODIAH FAZÊ UM BLOGUI, POIZ SOW MUNTU INTELIGENTI E GOSTU DI ISCREVER. E TAMBÉINS GOSTU MUNTU SE SUCU DI UVA.

TCHAU, GATU GORDU, ACABÔ, AGORA EH CADELA PRENHA.

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá Blogueiro. Passando por aqui pela primeira vêz. Gostei da postagem e gostaria de citar aqui,uma, no meio de muitas,claro,que me deixou impressionado.A pessoa estava respondendo,justamente se ela não achava que a linguagem da Internet estaria matando o nosso Português. A resposta foi mais ou menos assim: "Sim,tá miga,vuxe tem tda razão. Eu gostiu,pq pra mim é + comodo escrever td açim,bem abreviado par ser + rpd e ñ tomar tmp". Legal,não é?
Abraços.

Gabriel disse...

hahahaha, terrível! Ganham tempo mais ficam mais burros, AO MESMO TEMPO!